FGTS: Clientes da Caixa têm saldo BLOQUEADO; saiba mais sobre a situação


Nesta semana, vários trabalhadores compartilharam nas redes sociais um problema inesperado: o bloqueio do saldo do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço). O FGTS, criado para ajudar os trabalhadores em caso de demissão, tornou-se mais acessível com a implementação de um sistema virtual. No entanto, a recente falha técnica gerou preocupação e frustração entre muitos brasileiros.

Devido ao bloqueio, muitos trabalhadores tiveram que reavaliar seus planos financeiros que envolviam o uso do FGTS. O bloqueio parcial ou total dos saldos afetou diretamente aqueles que contavam com o dinheiro para despesas imediatas ou planejamentos futuros.

A especialista, colaboradora, comenta mais sobre FGTS.

Bloqueio do saldo do FGTS

O bloqueio do saldo do FGTS impediu que muitos trabalhadores realizassem qualquer tipo de saque, incluindo o. Os relatos indicam que os bloqueios variaram entre parciais e totais, afetando principalmente os saldos dos empregos atuais dos cidadãos, enquanto os fundos acumulados em empregos anteriores permaneciam liberados para saque. O problema foi percebido por muitos na última segunda-feira (03/06).

Enviar pelo WhatsApp compartilhe no WhatsApp

A Caixa Econômica, responsável pela operação do, informou que o bloqueio ocorreu devido a uma mudança na data limite para o recolhimento, o que exigiu alterações nas rotinas de processamento do sistema. A Caixa garantiu aos clientes que a situação será resolvida rapidamente e que não haverá necessidade de comparecimento às agências para o desbloqueio.

Apesar de ter sido um problema geral, esse bloqueio do pode ocorrer em várias situações, como quando o trabalhador opta pelo saque-aniversário e é demitido dentro de um período de 25 meses após a adesão. Além disso, saldos também podem ser bloqueados se estiverem comprometidos com empréstimos, como a antecipação do saque-aniversário.

Saiba como realizar o saque do seu FGTS no vídeo do especialista Ariel França, colaborador do Moazinha.com.br.


📂 FGTS